sicnot

Perfil

Mundo

Manuel Valls apela ao voto para derrotar a extrema-direita

O primeiro-ministro socialista francês, Manuel Valls, apelou na noite de segunda-feira à votação na direita em três regiões, para procurar evitar a vitória da extrema-direita na segunda volta das eleições regionais.

IAN LANGSDON

"Quando se ama o seu país, não se hesita e vai-se direto ao assunto", declarou o primeiro-ministro na estação de televisão TF1, durante a sua primeira intervenção pública depois de conhecidos os resultados da votação da primeira volta, realizada no domingo, marcada por uma espetacular ascensão da Frente Nacional (FN).

Valls apelou à votação nas listas de direita, no próximo domingo, nas regiões de Provence-Alpes-Côte d'Azur, no sudeste, onde Marion Maréchal-Le Pen teve mais 40% dos votos, de Nord-Pas-de-Calais-Picardie, no norte, onde a presidente da FN Marine Le Pen também recebeu mais de 40% dos sufrágios, e de Alsace-Champagne-Ardennes-Lorraine, onde o estratega da FN, Florian Philippot, também recebeu uma importante votação.

Grande perdedor da primeira volta das eleições, o Partido Socialista decidiu retirar os seus candidatos "nas regiões em que há um risco Frente Nacional e onde a esquerda não supera a direita", para "fazer barragem republicana" à extrema-direita.

No sudeste e norte, os candidatos do Partido Socialista retiraram-se, mas o do leste decidiu manter-se na corrida.

O primeiro-ministro insistiu hoje à noite com este candidato, Jean-Pierre Masseret, para que não persistisse. "Em momentos como este, não se deve persistir. É preciso ser digno, estar à altura do problema: Confortar a República", declarou Valls.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.