sicnot

Perfil

Mundo

Aviação turca volta a atacar posições do PKK no norte do Iraque

A aviação turca efetuou uma série de raides noturnos contra posições do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no norte do Iraque e "destruiu numerosos alvos", anunciou hoje em comunicado o estado-maior turco.

Reuters

Reuters

© Murad Sezer / Reuters

O exército precisou que os ataques foram efetuados em diversas zonas do norte do Iraque, incluindo os montes Kandil, considerado um refúgio de retaguarda dos rebeldes curdos da Turquia.

Um dos porta-vozes do PKK na Tuquia, Dahmat Agit, referiu que os ataques se iniciaram perto das 23:00 locais (20:00 em Lisboa).

"Prolongaram-se por cerca de uma hora e atingiram três povoações", precisou, acrescentando que nenhum membro do PKK foi morto nesta operação militar.

Um responsável curdo local afirmou igualmente que os raides não provocaram vítimas, apesar de se referir a infraestruturas hidráulicas e elétricas seriamente danificadas, para além de campos de cultivo.

Num incidente distinto, um polícia turco foi abatido por atiradores do PKK em Diyarbakir, a grande cidade do sudeste da Turquia de maioria curda, quando tentava desarmar uma bomba, referiu a agência noticiosa pró-governamental Anatolia.

Após mais dois anos de cessar-fogo, os combates foram retomados no verão entre as forças de segurança turcas e o PKK -- considerado uma organização terrorista pela Turquia, Estados Unidos e União Europeia --, no sudeste do país de maioria curda.

Os confrontos interromperam as conversações que decorriam desde finais de 2012 entre o governo islamita-conservador e os rebeldes para tentar por termo a um conflito que desde 1984 já provocou mais de 40.000 mortos e uma vaga de destruições, incluindo milhares de povoações curdas nesta região fronteiriça da Síria, Iraque e Irão.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, reiterou na terça-feira a firmeza do governo ao declarar que "se o terrorismo levantar 1.000 vezes a cabeça" o Estado "esmagá-lo-á 1.000 vezes".

Lusa

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.