sicnot

Perfil

Mundo

Supremo suspende comissão sobre destituição de Dilma

O Supremo Tribunal Federal brasileiro decidiu, esta terça-feira, suspender a comissão especial parlamentar encarregada de examinar o pedido de destituição da Presidente Dilma Rousseff, por supostas irregularidades no momento da sua criação,

© Ueslei Marcelino / Reuters

Esta medida, solicitada pelo Partido Comunista do Brasil, suspendeu o andamento do processo de destituição de Dilma Rousseff até 16 de dezembro, dia em que o tribunal vai reunir em sessão plenária para estudar a validade do procedimento.

O juiz do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, não anulou, no entanto, os atos praticados até à data, como a eleição na tarde de terça-feira da maioria da oposição para a comissão, segundo o jornal Folha de São Paulo.

A decisão foi tomada "com o objetivo de evitar a prática de atos que eventualmente poderão ser invalidados pelo Supremo Tribunal Federal, obstar aumento de instabilidade jurídica com profusão de medidas judiciais posteriores e pontuais [...] determinando a suspensão da formação e a não-instalação da Comissão Especial, bem como dos eventuais prazos, inclusive aqueles, em tese, em curso, preservando-se ao menos até à decisão do Supremo Tribunal Federal prevista para 16/12/2015, todos os atos até este momento praticados", refere a decisão do juiz.

Luiz Edson Fachin justificou a decisão pela importância do caso, "diante da magnitude do procedimento em curso, da plausibilidade para o fim de reclamar legítima atuação do Tribunal Constitucional e da difícil restituição ao estado anterior do caso".

O juiz pediu ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, rival de Dilma Rousseff, para fornecer "informações num prazo de 24 hores sobre o procedimento seguido para a eleição da Comissão especial".

Horas antes, os deputados da oposição (direita), aliados dos dissidentes da maioria governamental, tinham infligido uma primeira derrota a Dilma Rousseff, ao conseguirem uma maioria de lugares no seio desta comissão, a quem cabe decidir se o pedido de 'impeachment' da Presidente será arquivado ou acolhido e, nesse caso, votado pelo plenário da Câmara.

A lista alternativa venceu por 272 votos contra 199, um dia após o presidente da casa legislativa, Eduardo Cunha, adiar a formação da comissão.

Segundo a imprensa brasileira, houve confusão no plenário e urnas eletrónicas de votação chegaram a ser partidas.

Lusa

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC