sicnot

Perfil

Mundo

Cientistas desenvolvem computador que imita forma de aprendizagem de humanos

Um grupo de cientistas desenvolveu um computador que imita a forma como os seres humanos aprendem novos conceitos, o que significa mais "um pequeno passo" no campo da inteligência artificial, refere um estudo divulgado hoje na revista Science.

© Robert Galbraith / Reuters

"Estamos a tentar reduzir a diferença entre a capacidade da aprendizagem dos seres humanos e das máquinas (...) e descobrir a razão pela qual os seres humanos são tão bons a generalizar conceitos", disse Joshua Tenenbaum, um dos responsáveis pela investigação, do Departamento de Ciência Cognitivas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos.

Segundo o estudo, a principal virtude dos seres humanos é a sua "velocidade" e "diversidade" na hora de aprender novos conceitos e aplicá-los em novas situações.

"Os computadores têm dificuldade de generalizar a partir de amostras individuais" disse Brenden Lake, da Universidade de Nova Iorque e autor do estudo.

Os investigadores concentraram em aprender caracteres escritos à mão de vários alfabetos e desenvolver um algoritmo que permita a sua generalização a partir de alguns exemplos.

"O computador não tem um programa que se aplica a cada situação, mas um programa completo de diversos programas de aprendizagem que se adapta a cada circunstância", acrescentou.

Ao comparar a capacidade daqueles computadores quando confrontados com tarefas de aprendizagem, incluindo a criação a partir de exemplos de caracteres vistos apenas em poucas ocasiões, com outros computadores e seres humanos, comprovou-se como superavam outros computadores e igualavam-se aos seres humanos.

Em muitos casos, os resultados dos seres humanos e este novo modelo cognitivo eram "praticamente indistinguíveis".

"Na inteligência artificial não há grandes resultados. Existe um conjunto de boa ideias que funcionam. Esta é outra boa ideia, mais um pequeno passo", disse Lake.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.