sicnot

Perfil

Mundo

Filho de Kadhafi libertado pouco depois do anúncio do seu rapto no Líbano

Hannibal Kadhafi, um dos filhos do antigo ditador líbio, Muammar Kadhafi, foi hoje libertado, poucas horas depois de ter sido anunciado o seu rapto por um grupo armado no Líbano, noticiou a AFP.

De acordo com a Agence France Presse (AFP), Hannibal Kadhafi será interrogado pela polícia libanesa, que cita fontes da segurança, as quais escusaram-se a adiantar que grupo armado tinha sequestrado o filho do falecido ditador da Líbia.

Hannibal Kadhafi, que é filho da segunda mulher de Muammar Kadhafi, está no Líbano desde final de 2011.

Com 40 anos e casado com a ex-modelo libanesa Aline Skaf, Hannibal seguiu carreira militar e tornou-se célebre depois de protagonizar vários incidentes violentos na Europa.

Em 2004, tinha sido detido em Paris por condução perigosa, o mesmo acontecendo em 2008, em Genebra, por ter agredido um dos empregados do hotel onde estava alojado.

Depois de duas noites na prisão e o pagamento de uma fiança de quase 300.000 euros, acabou por regressar à Líbia.

Este incidente provocou uma crise diplomática com a Suíça.

Um ano mais tarde, em 2005, a justiça francesa condenou-o a quatro meses de prisão por atos de violência contra a sua companheira, que na altura estava grávida.

Em 2010, a Suíça pagou 1,1 milhões de euros a Hannibal Kadhafi para libertar um executivo suíço que tinha sido feito refém na Líbia.

Em agosto de 2011, depois de o pai ter sido capturado na sequência de uma revolta popular que o levaria à morte, Hannibal Kadhafi refugiou-se na Argélia com a sua mãe e dois dos seus irmãos, Mohamed e Aisha.

Lusa

  • "Estamos a investir na nossa própria desgraça"
    0:37
  • Saída dos EUA do acordo de Paris é "uma vergonha"

    Mundo

    O ex-secretário de Estado norte-americano John Kerry considerou esta terça-feira "uma vergonha" a decisão do Presidente Donald Trump de retirar os Estados Unidos do acordo do clima de Paris, garantindo que o povo não acompanha esse gesto de "autodestruição".

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43