sicnot

Perfil

Mundo

Confrontos entre polícia e militantes de extrema-esquerda alemães

Mais de 50 polícias ficaram feridos, no sábado, em Leipzig (leste da Alemanha), durante confrontos entre as forças de segurança e um milhar de militantes de extrema-esquerda que protestavam contra uma concentração neonazi, disse fonte policial.

Pelo menos 56 polícias e vários militantes ficaram feridos, indicou uma porta-voz da polícia, sem precisar a gravidade dos ferimentos. Cerca de 30 veículos policiais foram danificados nos confrontos, acrescentou.

As forças de segurança efetuaram mais de 20 detenções, disse.

Os confrontos ocorreram à margem de uma manifestação contra uma concentração neonazi, na qual participaram cerca de 150 pessoas.

"Perto de um milhar" de militantes de extrema-esquerda, muito ativos em Leipzig, atacaram violentamente agentes da polícia em várias zonas da cidade, atirando pedras e petardos e bloqueando as ruas com caixotes de lixo a arder.

Os manifestantes atacaram também os bombeiros, disse a polícia do 'land' (Estado regional) da Saxónia, na sua conta na rede social Twitter.

A polícia respondeu com canhões de água e granadas de gás lacrimogéneo.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.