sicnot

Perfil

Mundo

Paris anuncia que Presidente cubano visita França em fevereiro

O Presidente cubano, Raul Castro, vai visitar França em fevereiro de 2016, anunciou hoje o porta-voz do governo francês, Stéphane Le Foll.

Raul Castro, Presidente cubano.

Raul Castro, Presidente cubano.

© Henry Romero / Reuters (Arquivo)

Na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, o porta-voz indicou apenas que "Raul Castro estará em Paris no mês de fevereiro".

O Eliseu (sede da Presidência francesa) e o Ministério dos Negócios Estrangeiros francês não avançaram, até ao momento, mais pormenores sobre a deslocação do líder cubano.

O chefe de Estado francês, François Hollande, realizou em maio deste ano uma visita oficial a Havana, onde foi recebido por Raul Castro, mas também pelo seu irmão e líder histórico cubano Fidel Castro.

Na altura, Hollande destacou que se tratava da primeira viagem oficial de um Presidente francês a Cuba, desde a independência daquele território em 1898.

O líder francês sublinhou ainda que a sua visita era "simbólica", porque era o primeiro presidente ocidental a visitar a ilha caribenha após o anúncio das negociações entre Washington e Havana para o restabelecimento das relações diplomáticas.

Paris pretendeu desta forma marcar posição na estratégia europeia em relação a Cuba.

A União Europeia (UE) e Cuba retomaram este ano as negociações para o primeiro acordo bilateral entre Havana e os parceiros europeus.

Ainda na sua visita a Havana, Hollande apelou ao fim do embargo norte-americano a Cuba, afirmando então que Paris iria fazer o que fosse possível para garantir que "as medidas que tanto prejudicaram o desenvolvimento de Cuba possam ser finalmente levantadas, revogadas".

Desde a década de 1990 Paris tem votado todos os anos na Assembleia-geral da ONU a favor de uma resolução que pede o levantamento do embargo norte-americano.

O embargo imposto por Washington à ilha caribenha está em vigor desde 1962.

Lusa

  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.