sicnot

Perfil

Mundo

Pacote suspeito que obrigou avião da Air France a aterragem de emergência era uma falsa bomba

O presidente da Air France diz que o dispositivo encontrado numa das casas de banho do avião da companhia aérea era falso. O engenho afinal era de cartão e com um temporizador doméstico não constituindo nenhuma ameaça real para tripulação e passageiros. O avião da Air France aterrou de emergência na capital do Quénia depois de um alerta que dava conta de uma ameaça de bomba.

© Joseph Okanga / Reuters

O Boing 777 com 459 passageiros e 14 tripulantes a bordo saiu da Ilha Maurícia e deveria ter aterrado em Paris.

O responsável máximo da companhia nega que tenha havia uma falha de segurança. Garante que foram feitas todas as verificações de segurança necessárias para o voo em causa.

Seis passageiros foram interrogados pelas autoridades quenianas depois do incidente.

  • Avião da Air France aterra de emergência no Quénia após alerta de bomba
    1:01

    Mundo

    Um avião da Air France fez uma aterragem de emergência no Quénia devido a uma ameaça de bomba. O aparelho com 459 passageiros e 14 tripulantes que deixou a Ilha Maurícia a noite passada, rumo a Paris, foi forçado a aterrar no em Mobassa, na costa do Quénia, depois de se ter descoberto, numa casa de banho , um pacote suspeito a bordo. Um passageiro deste voo relatou minutos depois o que aconteceu a bordo deste avião da Air France.

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43