sicnot

Perfil

Mundo

ONU anuncia negociações de paz para a Síria em finais de janeiro

Novas negociações de paz para a Síria vão realizar-se em Genebra, provavelmente em finais de janeiro, disse hoje o diretor-geral da ONU Michael Moller.

Alexander Kots / AP

"A intenção é começar em Genebra, em finais de janeiro", indicou Moller, acrescentando que o enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, está atualmente em consultas com as diferentes partes.

"Esperamos ter uma ideia mais clara sobre a data na primeira ou segunda semana de janeiro", comentou Moller, responsável da sede europeia da ONU em Genebra.

A guerra civil que começou na Síria em março de 2011 já causou mais de um quarto de milhão de mortos, obrigou quase metade da população a deslocar-se e destruiu o tecido económico do país.

Nestas circunstâncias e na sequência do fortalecimento do grupo extremista Estado Islâmico, que controla vastas zonas no noroeste da Síria, o Conselho de Segurança da ONU aprovou, na sexta-feira, uma resolução para lançar novamente negociações diplomáticas e pôr fim à guerra.

Desde 2011, qualquer projeto de resolução nessa instância era bloqueado pela Rússia, o principal aliado do regime de Bashar al-Assad.

A primeira tentativa de negociações, com várias rondas celebradas em Genebra no início do ano passado, terminou sem êxito.

Além de promover, como ponto mais urgente, o início de negociações entre delegações do regime e da oposição, política e armada, a resolução aprovada retoma a ideia de criação de um governo de transição. Esta ideia tinha sido definida em meados de 2012, mas nunca foi posta em prática.

O governo de transição deveria entrar em funções no prazo de seis meses e estabeleceria as bases para a realização de eleições nos 18 meses seguintes ao reinício do processo de negociações.

Este processo depara com muitas dificuldades uma vez que a oposição recusa qualquer transição com Al-Assad no poder. Por seu lado, o presidente da Síria recusa qualquer proposta que signifique abandonar o poder.

Lusa

  • "Serei o Presidente de todos os angolanos"
    2:06
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.

  • Explosão do vulcão Agung é certa, mas é impossível saber quando
    1:24