sicnot

Perfil

Mundo

ONU anuncia negociações de paz para a Síria em finais de janeiro

Novas negociações de paz para a Síria vão realizar-se em Genebra, provavelmente em finais de janeiro, disse hoje o diretor-geral da ONU Michael Moller.

Alexander Kots / AP

"A intenção é começar em Genebra, em finais de janeiro", indicou Moller, acrescentando que o enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, está atualmente em consultas com as diferentes partes.

"Esperamos ter uma ideia mais clara sobre a data na primeira ou segunda semana de janeiro", comentou Moller, responsável da sede europeia da ONU em Genebra.

A guerra civil que começou na Síria em março de 2011 já causou mais de um quarto de milhão de mortos, obrigou quase metade da população a deslocar-se e destruiu o tecido económico do país.

Nestas circunstâncias e na sequência do fortalecimento do grupo extremista Estado Islâmico, que controla vastas zonas no noroeste da Síria, o Conselho de Segurança da ONU aprovou, na sexta-feira, uma resolução para lançar novamente negociações diplomáticas e pôr fim à guerra.

Desde 2011, qualquer projeto de resolução nessa instância era bloqueado pela Rússia, o principal aliado do regime de Bashar al-Assad.

A primeira tentativa de negociações, com várias rondas celebradas em Genebra no início do ano passado, terminou sem êxito.

Além de promover, como ponto mais urgente, o início de negociações entre delegações do regime e da oposição, política e armada, a resolução aprovada retoma a ideia de criação de um governo de transição. Esta ideia tinha sido definida em meados de 2012, mas nunca foi posta em prática.

O governo de transição deveria entrar em funções no prazo de seis meses e estabeleceria as bases para a realização de eleições nos 18 meses seguintes ao reinício do processo de negociações.

Este processo depara com muitas dificuldades uma vez que a oposição recusa qualquer transição com Al-Assad no poder. Por seu lado, o presidente da Síria recusa qualquer proposta que signifique abandonar o poder.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.