sicnot

Perfil

Mundo

Tailândia assinala 11 anos do Tsunami no Índico que fez mais de 230 mil mortos

Foi há 11 anos que um sismo seguido de um tsunami no Índico fez mais de 230 mil mortos em 14 países, naquela que foi uma das maiores tragédias da Ásia.

HOTLI SIMANJUNTAK

Na Tailândia, centenas de pessoas juntaram-se, esta manhã, no memorial de uma das províncias mais afetadas para prestar homenagem às vítimas. Esta é uma das poucas vilas que ainda assinala a data.

A 26 de dezembro de 2004 um sismo com a intensidade de 9.0 na escala de Richter e epicentro no oceano Indico, seguido de um maremoto, destruiu a zona costeira de países como a Indonésia, o Sri Lanka, a Índia, a Tailândia, a Malásia e o Bangladesh.

As ondas atingiram os 30 metros de altura e o sismo foi o terceiro maior alguma vez registado.

  • Sessão solene no Parlamento e desfile popular nas celebrações do 25 de Abril

    País

    Os 43 anos da Revolução dos Cravos são hoje comemorados com a sessão solene no Parlamento e o tradicional desfile popular, tendo o Presidente da República escolhido o 25 de Abril para condecorar, a título póstumo, Francisco Sá Carneiro. A SIC Notícias acompanha esta manhã a sessão solene na Assembleia da República. Veja aqui em direto.

  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.