sicnot

Perfil

Mundo

Tailândia assinala 11 anos do Tsunami no Índico que fez mais de 230 mil mortos

Foi há 11 anos que um sismo seguido de um tsunami no Índico fez mais de 230 mil mortos em 14 países, naquela que foi uma das maiores tragédias da Ásia.

HOTLI SIMANJUNTAK

Na Tailândia, centenas de pessoas juntaram-se, esta manhã, no memorial de uma das províncias mais afetadas para prestar homenagem às vítimas. Esta é uma das poucas vilas que ainda assinala a data.

A 26 de dezembro de 2004 um sismo com a intensidade de 9.0 na escala de Richter e epicentro no oceano Indico, seguido de um maremoto, destruiu a zona costeira de países como a Indonésia, o Sri Lanka, a Índia, a Tailândia, a Malásia e o Bangladesh.

As ondas atingiram os 30 metros de altura e o sismo foi o terceiro maior alguma vez registado.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.