sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades belgas poderão reter documentos de identificação a partir de janeiro

As autoridades belgas poderão, a partir de 1 de janeiro, retirar os documentos de identidade às pessoas que planeiam viajar para a Síria e para o Iraque, sobretudo para se juntarem às fileiras do grupo extremista Daesh.

(arquivo)

(arquivo)

© Francois Lenoir / Reuters

Segundo a imprensa local, o ministro do Interior belga, Jan Jambon, pode autorizar o acesso a informações que permitam agir a nível de segurança local e apoio psicossocial.

A solicitação para a apreensão de documentos é processada através do Órgão de Coordenação para a Análise de Ameaças, que dispõe de um banco de dados com o registo de 420 radicais.

Os documentos podem ser retirados durante três a seis meses.

Jan Jambon, anunciou, entretanto, que irá apresentar um "plano global" para a comuna de Molenbeek-Saint-Jean (Bruxelas), onde viviam vários dos alegados envolvidos nos ataques de Paris de 13 de novembro.

Em entrevista a uma televisão flamenga, o ministro avançou que haverá ajuda à comuna para o registo de pessoas, o reforço da polícia e para a luta contra a economia paralela, uma vez que os terroristas conseguem armas através de "atividades criminosas".

Com Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efectivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21