sicnot

Perfil

Mundo

Mulher de um dos kamikazes do Bataclan orgulhosa do seu sacrifício

A mulher de Samy Aminour, um dos três kamikazes da sala de concertos parisiense Bataclan, está orgulhosa da participação do marido nos atentados de novembro e lamenta não ter podido explodir-se com ele, noticia hoje o diário Le Parisien.

DR

Em diversos correios eletrónicos enviados desde a Síria, Kahina, de 18 anos, disse ter estado ao corrente dos planos de Samy Aminour "desde o princípio", e de lhe ter falado em ir a França para "aterrorizar a população francesa, que tanto sangue tem entre as suas mãos".

"Nada será como dantes. Invejo tanto o meu marido, gostava tanto de ter estado com ele para me fazer explodir", assinalava numa mensagem no dia 18 de novembro, cinco dias depois dos ataques, que fizeram 130 mortos e mais de três centenas de feridos.

A jovem enaltecia a violência e assegurava que, enquanto continuassem a ofender o Islão e os muçulmanos, "todo o mundo" iria ser um objetivo potencial de atentados e "não só os polícias ou os judeus".

Kahina conheceu Amimour em 2013 e partiu com ele para a Síria, e em outros dos seus correios eletrónicos deixava antever que lá viviam, mas criticava os ataques da coligação contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), que via como "uma guerra pura e dura contra o Islão e não contra o terrorismo".

"Em França e em outras partes vives bem, e aqui muita gente morre. É injusto. Dentro de pouco, se Alá quiser, a França e toda a coligação vai saber o que é a guerra em casa. Vocês matam-nos, nós matamos-vos. A equação é simples", dizia a mulher de Amimour, que foi sepultado na quinta-feira nos arredores de Paris.

Essa mesma mensagem foi lançada pelos três terroristas do Bataclan aos polícias com os quais tentaram negociar na noite dos ataques.

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.