sicnot

Perfil

Mundo

Hong Kong e Taiwan já estão em 2016

Hong Kong e Taiwan já estão em 2016

Já é 2016 para quem está em Hong Kong ou Taiwan. Em Hong Kong, mais de 100 mil espetadores assistiram ao espectáculo de fogo de artifício que criou 160 "smiles" numa mensagem de esperança. Em Taiwan, o fogo-de-artifício de boas-vindas ao novo ano, explodiu no arranha-céus mais alto do país. São mais de 500 metros de altura que recebem, desde 2005, o espetáculo visto por milhares de pessoas. Os elementos pirotécnicos são disparados de 56 pontos e batem recordes em matéria de fogo-de-artifício.

  • Nova Zelândia já está em 2016
    3:07

    Mundo

    O relógio já marcou a meia noite em Aukcland onde música, fogo de artifício e raios laser deram as boas-vindas ao Novo Ano. Em Auckland, o foco dos festejos foi a Sky Tower, de onde foi lançado fogo de artifício durante cinco minutos.

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.