sicnot

Perfil

Mundo

Israel pede desculpa por diplomata que terá usado bandeira de Singapura como toalha de mesa

Israel afirmou esta quarta-feira que pediu desculpa pelo "deplorável comportamento" de um diplomata na sua embaixada em Singapura que terá utilizado uma bandeira da Cidade-Estado como toalha de mesa durante uma festa.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Reuters Staff / Reuters

Segundo os 'media' locais, o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Singapura convocou o embaixador israelita depois de um relatório da polícia sobre o incidente ocorrido no domingo e de a identidade do diplomata ter sido revelada.

"A embaixada do Estado de Israel em Singapura ficou chocada ao tomar conhecimento do deplorável comportamento de um dos seus funcionários juniores e manifesta as suas sinceras desculpas", diz um comunicado divulgado pela representação diplomática.

A embaixada refere ainda que o diretor-geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros "instruiu a adoção de um forte procedimento disciplinar" contra o diplomata em causa.

O comunicado acrescenta, aliás, que as medidas disciplinares refletem a gravidade com que Israel vê este incidente, especialmente à luz da próxima e amistosa relação com Singapura.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Singapura, que considerou a utilização da bandeira da Cidade-Estado para aquele fim como uma "ofensa grave", aceitou o pedido de desculpa da embaixada israelita e a garantia de o diplomata visado vai ser punido.

"Todas as pessoas, incluindo diplomatas e estrangeiros em Singapura, têm de respeitar e cumprir as nossas leis e regulamentos", disse a diplomacia de Singapura.

Nem o comunicado de Israel nem o de Singapura facultam detalhes sobre o incidente.

Contudo, segundo a imprensa local, a bandeira foi usada como toalha de mesa durante uma festa organizada pelo diplomata no seu condomínio em Singapura.

Um internauta publicou uma fotografia, manifestando-se "chocado" por ver um grupo de caucasianos a usar a bandeira de Singapura como toalha de mesa.

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.