sicnot

Perfil

Mundo

Um morto e quase 200 feridos em celebrações antecipadas do Ano Novo nas Filipinas

Uma pessoa morreu e quase 200 outras ficaram feridas na sequência de balas perdidas e da explosão de fogo-de-artifício nas Filipinas no arranque das caóticas celebrações da época do Ano Novo, informaram esta quinta-feira as autoridades.

(Arquivo)

(Arquivo)

MARK R. CRISTINO / Lusa

As autoridades filipinas indicaram que 185 pessoas receberam assistência médica por incidentes relacionados com explosões ou disparos, sendo que uma foi baleada mortalmente, desde 21 de dezembro, altura em que o país, predominantemente católico, inicia duas semanas de férias e folia.

A polícia indicou que cinco civis, um soldado e uma agente foram detidos por dispararem ilegalmente armas de fogo.

Os incidentes relacionados com o Ano Novo diminuíram em 2014, altura em que 351 pessoas foram feridas por fogo-de-artifício e três atingidas por balas perdidas, o número mais baixo em cinco anos.

Contudo, o número de pessoas que teve de fazer amputações subiu de oito para 14, incluindo um menino de cinco anos que perdeu a mão.

Nas celebrações de 2013, pelo menos duas pessoas morreram e 793 ficaram feridas.

Lusa

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.