sicnot

Perfil

Mundo

Ataque contra base aérea indiana faz onze mortos

O número de mortos do ataque de sábado contra uma base da força aérea indiana na província de Punjab aumentou para 11, depois de mais uma morte de um guarda da segurança nacional.

© Mukesh Gupta / Reuters

O ataque contra a base aérea indiana próximo da fronteira paquistanesa, no norte do país, provocou 11 mortos, sete militares e os quatro atacantes, presumíveis combatentes islamitas.

O balanço anterior, feito no sábado, dava conta de sete vítimas mortais: os quatro atacantes e três militares.

O diretor-geral dos serviços de informação da polícia, Anil Kumar Sharma, disse à agência de notícias EFE que a operação das forças de segurança prossegue "no interior" da base, mais de 30 horas depois de ter começado.

Adiantou ainda que o Exército está presente no local e que a polícia se encontra a coordenar as ações no exterior e nas zonas circundantes.

O ministro do Interior da Índia, Rajnath Singh, confirmou hoje na sua conta oficial no Twitter que um tenente coronel da Guarda de Segurança Nacional -- um contingente antiterrorista -- acabou por morrer durante as operações.

Lusa

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.