sicnot

Perfil

Mundo

Deputados britânicos debatem este mês petição contra entrada de Donald Trump no Reino Unido

Os deputados britânicos vão debater, a 18 de janeiro, a petição que exige a proibição de entrada no Reino Unido do candidato à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump, anunciou hoje o parlamento britânico.

Mic Smith

O debate vai decorrer numa sala de Westminster Hall, a área mais antiga do palácio de Westminster, e não haverá votação no final do debate, indicou a comissão de petições da Câmara dos Comuns

De acordo com as regras em vigor, a comissão é obrigada a realizar um debate sempre que uma petição recolha mais de cem mil assinaturas.

A petição contra o candidato às primárias do partido Republicano para a eleição do presidente dos Estados Unidos recolheu cerca de 568 mil assinaturas.

O milionário norte-americano foi alvo de críticas em todo o mundo depois de ter proposto proibir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, na sequência da morte de 14 pessoas num tiroteio em San Bernardino, na Califórnia (costa oeste).

Trump afirmou existirem em Paris e em Londres zonas radicalizadas onde a polícia recusava entrar, uma declaração imediatamente desmentida nas duas capitais europeias.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15