sicnot

Perfil

Mundo

Na cidade cercada de Madaya, na Síria, há pessoas a comer folhas das árvores

Na cidade síria de Madaya, cercada por tropas do regime de Damasco, existem pessoas a comer folhas das árvores, disse hoje à Efe o ativista Nasir Ibrahim, no interior da aglomeração.

© Khalil Ashawi / Reuters

Em conversação mantida através da internet, Ibrahim afirmou que os mais afortunados conseguem comprar arroz, com dinheiro que os familiares no exterior lhes fazem chegar, nos postos de controlo governamental nos arredores da cidade, cercada desde julho.

Segundo este ativista, o preço de um quilo de arroz pode atingir os 200 dólares (183 euros) e o leite em pó tem estatuto de bem de luxo, pelo qual se paga 400 dólares.

Na cidade, os civis suportam o melhor que podem as baixas temperaturas invernosas, uma vez que não há combustível para alimentar os aquecedores, queimando a madeira que encontram.

Por acaso, "há água, porque a cidade está coberta de neve", acrescentou.

Os medicamentos também escasseiam em Madaya, onde apenas resta um hospital de campanha "com muitos poucos aparelhos e recursos", avançou ainda.

Ibrahim assegurou que já faleceram 39 pessoas desde o início do cerco, "20 de fome e 19 quando procuravam sair do cerco".

O governo sírio aprovou hoje a entrada de ajuda humanitária da Organização das Nações Unidas em Madaya, onde estão 42 mil pessoas cercadas, em risco de morrer de fome.

Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.