sicnot

Perfil

Mundo

Ministro alemão da Justiça acredita que ataques em Colónia estavam planeados

O ministro alemão da Justiça, Heiko Maas, insistiu hoje que, na sua opinião, as agressões sexuais registadas na véspera de Ano Novo em Colónia foram planeadas e pediu às forças de segurança para investigar possíveis conexões entre as pessoas envolvidas.

© Wolfgang Rattay / Reuters

"Quando uma multidão se reúne para cometer crimes, parece ter de ter sido planeado de alguma forma. Não me podem dizer que não foi coordenada ou preparada", frisou numa entrevista ao semanário "Bild am Soontag", citado pela agência EFE.

Os últimos dados da polícia de Colónia indicam terem havido 379 denúncias de alegados crimes na estação de comboios de Colónia durante a noite de 31 de dezembro, 40% das quais motivadas por agressões sexuais, sendo a maioria dos alegados responsáveis oriunda de países do norte de África.

A polícia, segundo o jornal, está a investigar as mensagens enviadas através das redes sociais nos dias que antecederam o ano novo e ainda a presença de pessoas vindas da área circundante e também de países vizinhos, como Bélgica, Holanda e França.

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • "Toda a gente merece direitos iguais"
    0:14

    Mundo

    A polícia de Istambul montou cordões de segurança para dispersar a multidão que se juntou para a Marcha do Orgulho Gay, este domingo. O Governo proibiu a marcha por considerar que representa um risco para a segurança pública. Uma das ativistas fala numa decisão sem sentido, e diz que todas as pessoas merecem direitos iguais.

  • "Ela veio lá de fora e começou a atropelar as pessoas"
    0:43

    Mundo

    O atropelamento deste sábado em Newcastle, no Reino Unido, provocou pelo menos seis feridos. No local, as pessoas relatam momentos de pânico. Uma testemunha afirma que a condutora nunca perdeu o controlo do carro e que dirigiu intencionalmente contra a multidão.