sicnot

Perfil

Mundo

Ministro alemão da Justiça acredita que ataques em Colónia estavam planeados

O ministro alemão da Justiça, Heiko Maas, insistiu hoje que, na sua opinião, as agressões sexuais registadas na véspera de Ano Novo em Colónia foram planeadas e pediu às forças de segurança para investigar possíveis conexões entre as pessoas envolvidas.

© Wolfgang Rattay / Reuters

"Quando uma multidão se reúne para cometer crimes, parece ter de ter sido planeado de alguma forma. Não me podem dizer que não foi coordenada ou preparada", frisou numa entrevista ao semanário "Bild am Soontag", citado pela agência EFE.

Os últimos dados da polícia de Colónia indicam terem havido 379 denúncias de alegados crimes na estação de comboios de Colónia durante a noite de 31 de dezembro, 40% das quais motivadas por agressões sexuais, sendo a maioria dos alegados responsáveis oriunda de países do norte de África.

A polícia, segundo o jornal, está a investigar as mensagens enviadas através das redes sociais nos dias que antecederam o ano novo e ainda a presença de pessoas vindas da área circundante e também de países vizinhos, como Bélgica, Holanda e França.

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.