sicnot

Perfil

Mundo

Tomada de reféns num centro comercial de Bagdade, 12 mortos

Homens armados sequestraram hoje um número indeterminado de pessoas num centro comercial de Bagdade, onde entraram depois de fazerem explodir um veículo armadilhado na rua, incidente que até ao momento fez pelo menos 12 mortos, avança a agência France Press.

Vista aérea de Bagdade captada em junho de 2014.

Vista aérea de Bagdade captada em junho de 2014.

© Brendan Smialowski / Reuters

Os atacantes permaneciam ao final da tarde no interior do centro comercial no bairro de Bagdad al-Jadida, no leste da capital iraquiana, segundo um coronel de polícia citado pela agência France Presse.

"Eles estão dentro do centro comercial Zahrat. Quando as forças de segurança se aproximaram, eles mataram três reféns", disse uma outra fonte policial à agência.

"Agora adotámos uma abordagem prudente. Queremos acabar com o sequestro com o menor número de vítimas possível", acrescentou.

Fonte médica confirmou que pelo menos oito mortos foram levados para o hospital, assim como 14 feridos.

O centro comercial é um edifício de quatro ou cinco andares num popular bairro comercial, de população maioritariamente xiita.

Segundo fonte do Ministério do Interior, um número ainda não determinado de homens armados começou a disparar em plena rua depois da explosão de um carro armadilhado, entrando em seguida no edifício do centro comercial.

"Eles controlam completamente o centro comercial e têm atiradores no telhado", disse a fonte.

A polícia indicou que unidades antiterroristas dos serviços de informações foram destacadas para o local e que atiradores de elite foram colocados em edifícios próximos do centro.

O ataque não foi reivindicado até ao momento, mas uma fonte policial descreveu os atacantes como "vestidos à maneira" do grupo extremista Estado Islâmico.

O grupo tem reivindicado vários atentados em Bagdad contra civis xiitas.

Lusa

  • Resgatada mais uma criança com vida após sismo em Itália
    0:30
  • Ilibados trabalhadores castigados por consulta de dados fiscais

    País

    Os funcionários da Autoridade Tributária, que tinham sido castigados por terem consultado dados fiscais, foram absolvidos. O jornal Público avançou hoje que as orientações contra as sanções a aplicar aos funcionários partiram do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Repórteres fazem relato impressionante dos acontecimentos em Charlottesville
    3:40