sicnot

Perfil

Mundo

Aung San Suu Kyi assume simbolicamente condução do processo de paz em Myanmar

Aung San Suu Kyi, cujo partido venceu as legislativas de novembro em Myanmar, assumiu hoje simbolicamente a condução do processo de paz no país, onde rebeliões armadas desafiam o poder central há décadas.

reuters

"A partir de agora estamos prontos a conduzir o processo de paz, devido ao poder que nos confere o mandato atribuído pelo povo e pelas minorias étnicas", declarou Suu Kyi na conferência de paz que começou hoje na capital birmanesa, Naypyidaw, antes da primeira ronda formal de diálogo a nível nacional entre o governo e oito grupos étnicos armados.

O novo parlamento só se reunirá a 01 de fevereiro e elegerá então o presidente, mas Aung San Suu Kyi já disse estar "otimista em relação ao fim próximo dos combates".

A prémio Nobel da Paz evocou a possibilidade de uma "verdadeira nação federal", ideia rejeitada até agora pelos militares que têm ocupado o poder.

O presidente birmanês cessante, Thein Sein, um antigo general, insistiu na sua vontade de "passar o processo de paz ao novo governo sem problemas".

Antiga colónia britânica, Myanmar é confrontada desde a sua independência em 1948 com revoltas de grupos étnicos que exigem mais autonomia.

Em várias regiões fronteiriças, combates mortíferos opõem regularmente exército e grupos rebeldes, situação complicada com a questão do controlo de recursos naturais, como rubis e madeiras preciosas.

A 15 de outubro, oito dos 15 grupos rebeldes acordaram um cessar-fogo parcial.

Nas últimas eleições, a Liga Nacional pela Democracia de Aung San Suu Kyi obteve uma vitória significativa, incluindo nas regiões dominadas pelas minorias étnicas, onde as expectativas são elevadas.

  • E agora?
    15:07

    Reportagem Especial

    Há uma semana, Portugal voltou a ser palco de uma tragédia que matou pelo menos 44 pessoas e deixou cerca de 70 feridas. Os incêndios destruíram mais de 800 casas, dezenas de empresas e explorações agropecuárias, mataram milhares de animais e consumiram uma gigantesca área de floresta. A reportagem da SIC andou pelo concelho de Tondela, onde três pessoas morreram e o levantamento de prejuízos ainda não está fechado.

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • "Não compreendi absolutamente nada a substituição do Casillas"
    1:58
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    Os guarda-redes de FC Porto e Benfica estão neste momento em destaque depois de José Sá ter assumido a baliza dos dragões em detrimento de Iker Casillas. Nas águias, Svilar repetiu a titularidade frente ao Desportivo das Aves. Os comentadores do programa Play-Off Rodolfo Rei, Rui Santos, João Alves e Manuel Fernandes analisaram as duas situações.

  • Famílias afetadas pelos fogos começam a receber bens de primeira necessidade
    2:30
  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quem são os lesados do BES?
    4:52