sicnot

Perfil

Mundo

Fenómeno El Niño atingiu "pico" entre novembro e dezembro

O fenómeno El Niño, que pode provocar severas alterações meteorológicas, inundações ou secas, alcançou o seu "pico" entre novembro e dezembro de 2015, segundo informou hoje a Agência Meteorológica do Japão (JMA).

O fenómeno conhecido como El Niño, provocou elevadas temperaturas na Ásia e no leste de África, bem como fortes chuvas e inundações em vários países da América.

O fenómeno conhecido como El Niño, provocou elevadas temperaturas na Ásia e no leste de África, bem como fortes chuvas e inundações em vários países da América.

© Jorge Adorno / Reuters (Arquivo)

Segundo as previsões do organismo, existe uma forte probabilidade de a meteorologia voltar aos níveis normais a partir do próximo verão setentrional.

Recentemente, a agência espacial norte-americana NASA publicou imagens de satélite que mostram semelhanças entre o atual fenómeno do El Niño e um episódio ocorrido em 1997 e 1998 que também esteve na origem de catástrofes naturais.

O fenómeno conhecido como El Niño, que consiste no aumento da temperatura na superfície do Oceano Pacífico, provocou elevadas temperaturas na Ásia e no leste de África, bem como fortes chuvas e inundações em vários países da América.

Por seu lado, a Agência Meteorológica da Austrália divulgou na semana passada que o El Niño no curso de 2015-16 será um dos três mais fortes dos últimos 50 anos pelas altas temperaturas registadas - mais três graus do que o habitual.

Lusa

  • Cheias na América do Sul já obrigaram mais de 140 mil pessoas a abandonar as casas
    0:36

    Mundo

    As cheias na América do Sul já obrigaram mais de 140 mil pessoas a abandonar as casas. O Paraguai, a Argentina, o Uruguai e o Brasil estão a ser atingidos por tempestades que já inundaram milhares de quilómetros quadrados de campos e cidades e fizeram com que os rios transbordassem e ultrapassassem, em muito, as margens. O governo do Paraguai, o país mais atingido, já declarou o estado de emergência em sete regiões e diz que, para já, é impossível contabilizar os mortos e os danos materiais que o mau tempoe está a causar. Os meteorologistas dizem que a culpa é do El Niño, que está a ser o mais extremo dos últimos 15 anos.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.