sicnot

Perfil

Mundo

Detidos em Guantánamo já são menos de 100 com transferência de 10 iemenitas

O secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter, confirmou hoje a transferência de 10 iemenitas detidos na prisão de Guantánamo e afirmou que a administração de Barack Obama está a trabalhar para encerrar aquele controverso centro de detenção.

© Jonathan Ernst / Reuters

O chefe do Pentágono (Departamento de Defesa norte-americano), que assistia a uma cerimónia pública em Miami (Florida), acrescentou que os 10 iemenitas foram transferidos para Omã.

Com esta transferência, um total de 93 prisioneiros permanecem na prisão militar norte-americana de Guantánamo, localizada no sul da ilha de Cuba e que foi criada após os atentados de 11 de setembro de 2001 para acolher suspeitos de terrorismo.

É a primeira vez que o número de detidos em Guantánamo é inferior a uma centena.

O centro de detenção, que recebeu os primeiros detidos há 14 anos (em 2002), chegou a contar com 680 presos.

"Trabalhamos com diligência para encerrar este capítulo da nossa história", disse Carter, que precisou que a transferência destes detidos para Omã foi concretizada após uma minuciosa avaliação médica.

De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Omã, os iemenitas vão ficar naquele território por um "período temporário".

A intenção da atual administração norte-americana, que termina o mandato em janeiro de 2017, é transferir todos os detidos possíveis para outros países e acomodar os restantes em prisões de alta segurança nos Estados Unidos.

O encerramento de Guantánamo é uma das promessas da administração do Presidente Barack Obama, desde que chegou ao poder em 2009, mas o processo de esvaziamento da prisão militar têm sido marcado por várias perturbações.

A oposição do Congresso norte-americano e a relutância dos países em acolherem suspeitos de terrorismo têm sido apontados como os principais obstáculos ao cumprimento da promessa de Obama.

Na terça-feira durante o seu último discurso do Estado da União, Obama reiterou novamente a promessa de encerrar Guantánamo.

"Vou continuar a esforçar-me para fechar a prisão de Guantánamo: é cara, é inútil e não é mais do que um panfleto de recrutamento para os nossos inimigos", afirmou Barack Obama no tradicional discurso diante das duas câmaras (Câmara dos Representantes e Senado) do Congresso dos Estados Unidos.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.