sicnot

Perfil

Mundo

Opositores haitianos protestam contra apoio dos EUA ao governo

Opositores haitianos concentraram-se hoje frente à embaixada dos EUA em Porto Príncipe, para protestar contra o apoio norte-americano ao governo do Haiti no âmbito da segunda volta das eleições presidenciais, no domingo.

BAHARE KHODABANDE

Para os manifestantes, a atitude dos Estados Unidos piora a situação da democracia no Haiti, pelo que hoje entoaram cânticos contra os EUA e classificaram o presidente Barack Obama e o casal Clinton (o ex-presidente Bill e a ex-secretária de Estado Hillary) de "terroristas", acusando-os de pretenderem roubar as minas de ouro do Haiti.

Oxygen David, um dos líderes do protesto, declarou à agência Efe que, "no domingo, não haverá eleições, ainda que os Estados Unidos queiram impor um presidente ao país".

"Estamos preparados para lutar para defender a soberania do país", afirmou ainda, acusando os norte-americanos de quererem roubar riquezas do território e pôr os haitianos "a lutar entre si", não desejando "paz nem desenvolvimento" para o Haiti.

A três dias das eleições, persiste a incerteza sobre se o ato se realizará ou se - como foi recomendado pelo Senado e como pede a oposição - a ida às urnas será de novo adiada, até que as alegações de fraude na primeira volta, a 25 de outubro, sejam investigadas.

A posição da comunidade internacional, que apoia a realização da segunda volta sem que tenham sido aplicadas as recomendações do comité designado para investigar as suspeitas de fraude, foi duramente criticada pelo grupo de opositores haitianos denominado G8, liderado pelo candidato Jude Celestin.

Esta manhã, tanto o primeiro-ministro, Evans Paul, como o Presidente, Michel Martelly, insistiram em que tudo está pronto para a segunda volta das presidenciais, embora tenham deixado a porta aberta para um eventual adiamento.

Lusa

  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • PSP descentraliza a regularização de armas
    3:55

    País

    A PSP de Bragança percorreu os 12 concelhos do distrito ao encontro dos proprietários de armas com vista à sua regularização. A iniciativa, que pretende evitar a deslocação das pessoas à capital de distrito, teve uma forte adesão.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.