sicnot

Perfil

Mundo

Macau e Hong Kong registam temperaturas mais baixas dos últimos 60 anos

Mais habituadas a um clima subtropical, as populações de Macau e Hong Kong vivem hoje as temperaturas mais baixas dos últimos 60 anos.

© Bobby Yip / Reuters

Em Macau, a temperatura baixou hoje até aos 1,6ºC na Taipa Grande, situando-se entre os 2,4ºC e 3,1ºC nos restantes pontos do território ao início da tarde (manhã em Lisboa).

Segundo os Serviços Meteorológicos e Geofísicos de Macau, o valor é o mais baixo em 67 anos, depois de em janeiro de 1949 terem sido registados 2,2ºC.

Para segunda-feira as previsões são de descida de temperatura em Macau, com a mínima a situar-se no 1ºC e a máxima nos 7ºC, indicou a mesma fonte.

Já em Hong Kong, o termómetro desceu hoje para 3,3ºC na cidade e nas colinas chegaram a ser registadas temperaturas negativas. A temperatura de hoje é referida como a mais baixa nos últimos 59 anos na antiga colónia britânica, segundo a imprensa local citada pela agência Efe.

Estas condições meteorológicas não são comparáveis às dos Estados Unidos, paralisados por uma tempestade de neve histórica, ou na China, afetada por uma vaga de frio glacial.

No entanto, não são habituais em Hong Kong e Macau, onde o clima é subtropical e o aquecimento central nas habitações é geralmente inexistente.

Em Hong Kong os serviços meteorológicos emitiram um alerta de "frio intenso". Já em Macau, o hospital público recebeu um caso de hipotermia nas últimas 24 horas, e mais de 20 pessoas recorreram nos últimos dias ao centro de abrigo aberto desde a descida da temperatura.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.