sicnot

Perfil

Mundo

Macau e Hong Kong registam temperaturas mais baixas dos últimos 60 anos

Mais habituadas a um clima subtropical, as populações de Macau e Hong Kong vivem hoje as temperaturas mais baixas dos últimos 60 anos.

© Bobby Yip / Reuters

Em Macau, a temperatura baixou hoje até aos 1,6ºC na Taipa Grande, situando-se entre os 2,4ºC e 3,1ºC nos restantes pontos do território ao início da tarde (manhã em Lisboa).

Segundo os Serviços Meteorológicos e Geofísicos de Macau, o valor é o mais baixo em 67 anos, depois de em janeiro de 1949 terem sido registados 2,2ºC.

Para segunda-feira as previsões são de descida de temperatura em Macau, com a mínima a situar-se no 1ºC e a máxima nos 7ºC, indicou a mesma fonte.

Já em Hong Kong, o termómetro desceu hoje para 3,3ºC na cidade e nas colinas chegaram a ser registadas temperaturas negativas. A temperatura de hoje é referida como a mais baixa nos últimos 59 anos na antiga colónia britânica, segundo a imprensa local citada pela agência Efe.

Estas condições meteorológicas não são comparáveis às dos Estados Unidos, paralisados por uma tempestade de neve histórica, ou na China, afetada por uma vaga de frio glacial.

No entanto, não são habituais em Hong Kong e Macau, onde o clima é subtropical e o aquecimento central nas habitações é geralmente inexistente.

Em Hong Kong os serviços meteorológicos emitiram um alerta de "frio intenso". Já em Macau, o hospital público recebeu um caso de hipotermia nas últimas 24 horas, e mais de 20 pessoas recorreram nos últimos dias ao centro de abrigo aberto desde a descida da temperatura.

Lusa

  • Atores recriam cena em que um homem é vítima de violência doméstica
    1:35
  • Ministério Público admite eventual detenção do presidente do governo da Catalunha
    2:24
  • Bispo vermelho

    "Recebia trabalhadores e sindicalistas, batia à porta de políticos e empresários, andava pelas ruas da cidade ao encontro dos que das ruas da cidade faziam casa". Joaquim Franco evoca Manuel Martins, o "bispo vermelho".

    Joaquim Franco

  • Apreendidos quase 7.000 comprimidos ilegais vendidos pela internet
    1:43

    País

    O Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam perto de 7.000 unidades de comprimidos ilegais.A apreensão aconteceu no âmbito de uma operação internacional da Interpol de combate aos medicamentos ilegais vendidos pela internet, explicou à SIC Luís Sande e Castro, diretor da Unidade de Inpeção do Infarmed.

  • Passageiro detido com 1 kg de ouro no reto

    Mundo

    Os funcionários da alfândega do aeroporto de Colombo, Sri Lanka, estranharam o comportamento de um passageiro que "caminhava com dificuldade". Um exame completo revelou a valiosa carga que levava escondida... no tubo intestinal.