sicnot

Perfil

Mundo

Sismo de 6,3 entre Espanha e Marrocos com réplicas

Um sismo de magnitude 6,3 atingiu hoje o Mediterrâneo entre Marrocos e Espanha. Nove réplicas, com magnitudes entre 2,9 e 4,6 graus, fizeram-se sentir esta manhã após o sismo registado de madrugada no mar de Alboran, no Mediterrâneo, que causou danos materiais em Melilla (Espanha).

Arquivo

Arquivo

© Issei Kato / Reuters

O movimento sísmico, de magnitude 6,3 segundo Instituto Nacional Geográfico espanhol, foi sentido com maior intensidade em Melilla, mas também em vários outros pontos de Espanha, como na Andaluzia, Ceuta, Múrcia e Madrid.

Após este sismo principal, que levou muitos habitantes de Melilla (cidade espanhola situada no Norte de África) a sair à rua, sucederam-se réplicas, também com o epicentro no mar de Alboran.

A magnitude destas réplicas oscilou entre os 2,9 e 4,6 graus, mas só as de maior magnitude foram sentidas pela população.

O sismo não causou vítimas mas registaram-se alguns danos materiais, principalmente em Melilla, onde algumas fachadas de edifícios ficaram danificadas e se desprenderam elementos ornamentais. Os bombeiros tiveram mesmo de evacuar algumas casas por receio de derrubamentos.

A linha de emergências 112 recebeu mais de 250 chamadas de toda a Andaluzia, denunciando que o sismo foi sentido em toda a região.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".