sicnot

Perfil

Mundo

Preguiça salva pela polícia do Equador

Passou o fim de semana agarrada a um rail de proteção numa autoestrada do Equador. A polícia foi chamada e salvou o animal. A preguiça já regressou ao seu habitat natural.

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

Preguiça esteve dois dias agarrada a rail

A preguiça que esteve dois dias agarrada a um rail de uma autoestrada no Equador já regressou ao seu habitat natural

A preguiça que esteve dois dias agarrada a um rail de uma autoestrada no Equador já regressou ao seu habitat natural

Ao que parece, a preguiça queria atravessar a autoestrada de Quevedo em Los Ríos, uma província do Equador. O intenso movimento e o barulho provocado pelos automóveis fê-la desistir. Resultado: passou dois dias agarrada a um rail no meio da autoestrada.

A polícia foi chamada ao local e salvou o animal. Na página do Facebook da Comissão de Trânsito do Equador pode ler-se que a preguiça foi levada a um veterinário e já regressou ao seu habitat natural.

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33

    Ataque em Barcelona

    O jornal espanhol El Pais divulgou hoje  as primeiras imagens da carrinha que matou 13 pessoas e feriu mais de 100 em Barcelona. O vídeo foi registado por  uma câmara de videovigilância de um museu nas Ramblas. Mostra pessoas a desviarem antes da passagem rápida da carrinha branca. Esta terá sido a parte final do percurso feito pelo veículo.

  • Castelo Branco aposta na cultura para preservar raízes e fomentar turismo
    5:26

    SIC 25 Anos

    Com perto de 200 mil habitantes, o distrito de Castelo Branco luta para criar projetos diferenciadores para atrair e ancorar a população. O desemprego tem vindo a baixar, numa região fortemente envelhecida. A capital do distrito aposta na cultura para preservar as raízes e fomentar o turismo, e a Universidade da Beira Interior tem cada vez mais alunos estrangeiros.