sicnot

Perfil

Mundo

ONU "alarmada" com alegações de abusos cometidos por capacetes azuis

O alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al-Hussein, declarou hoje que menores foram alegadamente abusados na República Centro-Africana por soldados estrangeiros, declarando-se "muito alarmado" com essas alegações.

Bangui, República Centro-Africana

Bangui, República Centro-Africana

© Reuters Staff / Reuters

Os supostos crimes, segundo um comunicado divulgado em Genebra, ocorreram principalmente em 2014, mas foram descobertos nas últimas semanas.

Uma equipa da ONU na República Centro-Africana entrevistou várias jovens que declararam terem sido abusadas sexualmente pelos soldados estrangeiros.

De acordo com quatro das jovens, com idades entre 14 e 16 anos no momento dos alegados abusos, os seus agressores pertenciam aos contingentes da força da União Europeia (Eurofor-RCA).

Três delas pensam que os seus agressores fazem parte do contingente georgiano da Eufor.

A equipa da ONU também entrevistou uma irmã e um irmão, com sete e nove anos, que teriam sido abusados em 2014 por membros das tropas francesas 'Sangaris'.

A rapariga disse que realizou atos sexuais com soldados franceses em troca de uma garrafa de água e um pacote de bolachas.

Afirmou que, tal como o seu irmão de nove anos, outras crianças tinham sido abusadas da mesma forma e também envolvendo vários soldados franceses.

Essas seis acusações, que implicam forças militares estrangeiras que não pertencem à ONU, tiveram lugar nos arredores e dentro do campo de deslocados internos de M'Poko, situado perto do aeroporto de Bangui.

No início de janeiro, a ONU anunciou já havia aberto uma investigação sobre novas acusações de abuso sexual contra soldados de três países que participam na Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana (MINUSCA). As alegadas vítimas são quatro meninas.

As Nações Unidas estão envolvidas num grande escândalo de violações de crianças envolvendo soldados franceses que serviam sob comando francês na República Centro-Africana.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.