sicnot

Perfil

Mundo

ONU "alarmada" com alegações de abusos cometidos por capacetes azuis

O alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al-Hussein, declarou hoje que menores foram alegadamente abusados na República Centro-Africana por soldados estrangeiros, declarando-se "muito alarmado" com essas alegações.

Bangui, República Centro-Africana

Bangui, República Centro-Africana

© Reuters Staff / Reuters

Os supostos crimes, segundo um comunicado divulgado em Genebra, ocorreram principalmente em 2014, mas foram descobertos nas últimas semanas.

Uma equipa da ONU na República Centro-Africana entrevistou várias jovens que declararam terem sido abusadas sexualmente pelos soldados estrangeiros.

De acordo com quatro das jovens, com idades entre 14 e 16 anos no momento dos alegados abusos, os seus agressores pertenciam aos contingentes da força da União Europeia (Eurofor-RCA).

Três delas pensam que os seus agressores fazem parte do contingente georgiano da Eufor.

A equipa da ONU também entrevistou uma irmã e um irmão, com sete e nove anos, que teriam sido abusados em 2014 por membros das tropas francesas 'Sangaris'.

A rapariga disse que realizou atos sexuais com soldados franceses em troca de uma garrafa de água e um pacote de bolachas.

Afirmou que, tal como o seu irmão de nove anos, outras crianças tinham sido abusadas da mesma forma e também envolvendo vários soldados franceses.

Essas seis acusações, que implicam forças militares estrangeiras que não pertencem à ONU, tiveram lugar nos arredores e dentro do campo de deslocados internos de M'Poko, situado perto do aeroporto de Bangui.

No início de janeiro, a ONU anunciou já havia aberto uma investigação sobre novas acusações de abuso sexual contra soldados de três países que participam na Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana (MINUSCA). As alegadas vítimas são quatro meninas.

As Nações Unidas estão envolvidas num grande escândalo de violações de crianças envolvendo soldados franceses que serviam sob comando francês na República Centro-Africana.

Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.