sicnot

Perfil

Mundo

Aeroporto do Dubai na liderança mundial em termos de passageiros internacionais

O aeroporto do Dubai confirmou hoje a sua posição de "número um" no mundo em termos de passageiros internacionais, que pertencia em 2014 ao aeroporto londrino de Heathrow.

© Jumana El-Heloueh / Reuters

Mais de 78 milhões de passageiros internacionais passaram pelo Dubai ao longo do ano passado, ou seja, mais 10,7% do que em 2014, segundo um comunicado do aeroporto, citado pela agência AFP.

Aproximadamente 100 companhias aéreas voam a partir do Dubai para mais de 240 destinos em todo o mundo.

Os passageiros indianos surgem no topo (cerca de 10,4 milhões, mais 17% face a 2014), seguidos dos britânicos (cerca de 5,7 milhões, mais 6%) e dos sauditas (quase 5,5 milhões, mais 12%).

O aeroporto do Dubai anunciou no início de 2015 que tinha ultrapassado o aeroporto londrino de Heathrow ao transformar-se no "número um" mundial em termos de passageiros internacionais.

Lusa

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.