sicnot

Perfil

Mundo

Grécia inicia semana de greves com novos protestos de agricultores

Os agricultores gregos bloquearam esta segunda-feira a autoestrada entre Atenas e Salónica, as duas principais cidades do país, na segunda semana de protestos contra a reforma das pensões, que inclui uma greve geral na quinta-feira e diversas manifestações.

Os agricultores gregos ergueram dezenas de barricadas por todo o país e pretendem unir-se às manifestações na capital durante a greve geral de quinta-feira.

Os agricultores gregos ergueram dezenas de barricadas por todo o país e pretendem unir-se às manifestações na capital durante a greve geral de quinta-feira.

YANNIS KOLESIDIS / LUSA

Os representantes do "quarteto" de credores internacionais iniciaram hoje em Atenas a primeira revisão do terceiro resgate, devendo manter-se na capital da Grécia cerca de uma semana.

Os agricultores gregos ergueram dezenas de barricadas por todo o país e pretendem unir-se às manifestações na capital durante a greve geral de quinta-feira.

As paralisações contra a reforma das pensões também alastraram a outros setores. Os transportes públicos deverão registar perturbações na terça-feira e quinta-feira, os taxistas anunciaram que não vão conduzir e as bombas de gasolina e ligações ferroviárias de longo curso deverão estar fora de serviço, coincidindo com a greve geral.

Os media gregos entram em greve na quarta-feira, para poder fazer a cobertura da jornada de protesto do dia seguinte.

Em paralelo, a Federação dos marinheiros da Grécia anunciou nova paragem de 48 horas para 4 e 5 de fevereiro.

A greve de quinta-feira será a terceira sob o Governo de Alexis Tsipras e a primeira de 2016, e foi convocada pelos principais sindicatos do país contra a reforma das pensões, que prevê cortes nas prestações e aumento das contribuições.

Apesar de a proposta do Governo de coligação dominado pelo partido de esquerda Syriza pretender evitar cortes nas principais reformas e pensões, prevê uma redução nas suplementares e um aumento das contribuições.

No entanto, os credores estão a exigir cortes mais severos.

Desde o início da crise da dívida na Grécia em 2009 que as pensões constituem o principal sustento da maioria das famílias neste país.

Segundo um estudo empresarial, as reformas e pensões são a principal fonte de rendimento para 51,8% dos domicílios, mais 10% em comparação com 2012.

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31