sicnot

Perfil

Mundo

Elefante mata turista britânico no sul da Tailândia

Um elefante matou um turista britânico e feriu com gravidade o tratador ao reagir de forma violenta durante um passeio na ilha de Samui, um popular destino turístico do sul da Tailândia.

Arquivo reuters

O incidente ocorreu na tarde de segunda-feira quando o tratador desceu do elefante para tirar uma fotografia da vítima, de 37 anos, que estava em cima do animal com a filha, de 16 anos, explicou um porta-voz da polícia de Samui à agência Efe.

O paquiderme, que segundo testemunhas se mostrou alterado minutos antes, atingiu com a tromba o tratador e enfiou-lhe um dente no peito antes de se desequilibrar e cair no chão com os dois turistas.

De seguida, o elefante precipitou-se sobre o britânico, pisou-o e cravou-lhe um dente, provocando a sua morte imediata. Depois, correu em direção à selva.

O tratador e a menor, que sofreu ferimentos ligeiros na queda, foram hospitalizados.

Segundo a polícia, o animal, de 13 anos, encontrava-se na fase do cio, o que poderá explicar o seu comportamento inusual que, antes do incidente, obrigara já o cuidador a bater-lhe para conseguir que lhe obedecesse.

O incidente ocorreu duas semanas depois de um agricultor ter morrido numa plantação de mandioca no centro do país por ter sido atacado por um elefante selvagem que saiu da selva em busca de comida.

  • Desde 2005 morreram 72 bombeiros mas ninguém sabe quantos ficaram feridos
    2:02

    Reportagem Especial

    "Vidas de Fogo" é a Reportagem Especial desta noite, sobre os bombeiros feridos em combate a incêndios florestais. Este ano, durante o período mais crítico dos fogos, vão estar no terreno quase 10.000 operacionais. Grande parte são bombeiros voluntários. Vamos contar cinco casos de bombeiros feridos em combate e tentar saber como se recupera de um acidente, como se vive depois de queimado e como se lida com a morte de colegas durante um fogo.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.