sicnot

Perfil

Mundo

Ministra indiana quer tornar obrigatórios testes pré-natais para detetar sexo do bebé

Uma ministra indiana propôs a introdução de testes pré-natais obrigatórios para determinar o sexo do bebé na tentativa de conter os níveis preocupantes de abortos.

Ministra do Desenvolvimento das Mulheres e da Criança da Índia, Maneka Gandhi

Ministra do Desenvolvimento das Mulheres e da Criança da Índia, Maneka Gandhi

© Adnan Abidi / Reuters


Os testes pré-natais para determinar o sexo do bebé são oficialmente ilegais na Índia, uma política delineada para travar os abortos de fetos do sexo feminino por parte de pais que pretendiam um rapaz.

Contudo, num discurso ao final do dia de segunda-feira, a ministra do Desenvolvimento das Mulheres e da Criança da Índia, Maneka Gandhi, defendeu que seria uma estratégia muito mais eficaz conhecer o sexo do feto no início da gravidez e, em seguida, acompanhar de perto a sua evolução.

"O meu ponto de vista pessoal vai no sentido de uma mudança da atual política. Deve ser obrigatoriamente dito a todas as mulheres grávidas se é menino ou menina", disse Maneka Gandhi.

"Quando uma mulher engravida isso deveria ficar registado de modo a que seria capaz de monitorizar de forma adequada até ao final, se ela deu à luz ou se não e o que aconteceu", realçou.

Os pais e os médicos arriscam uma pena de até cinco anos por perguntarem ou por realizarem testes pré-natais para determinar o sexo do bebé, apesar de essa prática ser generalizada.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, pediu ao país para parar de matar fetos do sexo feminino, advertindo que o desequilíbrio em termos de género terá graves consequências.

Um estudo publicado na revista britânica The Lancet em 2011 descobriu que até 12 milhões de meninas não nasceram nas últimas três décadas na Índia.

A Índia tem 940 mulheres para cada mil homens, segundo os dados dos mais recentes censos, publicados em 2011, mais do que as 933 de 2001, uma tendência que justifica, na opinião de alguns setores, a atual proibição dos testes pré-natais para detetar o sexo do feto.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC