sicnot

Perfil

Mundo

China condena 14 pessoas por explosão em fábrica em 2014

Os tribunais chineses condenaram 14 funcionários do Governo e executivos a penas até sete anos e meio de prisão, devido à explosão numa fábrica que deixou 146 mortos em 2014, avançou a agência oficial Xinhua.

reuters

Na origem do acidente estiveram graves falhas nos sistemas de segurança da fábrica, sediada em Kunshan, um centro industrial a uma hora de carro de Xangai, concluiu a investigação.

A Organização Internacional do Trabalho estima que, em 2014, 20 por cento das mortes no mundo causadas por acidentes laborais ocorreram no "gigante" asiático.

Pelas contas do Governo chinês, 68.061 pessoas morreram em incidentes do género no país - uma média de 186 óbitos por dia.

Cinco diferentes tribunais julgaram o dono e membros da direção da empresa Kunshan Zhongrong Metal Products, assim como funcionários do Governo encarregues pela prevenção de incêndios, segurança do trabalho e proteção ambiental.

O acidente causou ainda danos materiais avaliados em 50 milhões de dólares (mais de 45 milhões de euros), detalhou a Xinhua.

Em agosto passado, duas explosões num terminal de contentores na cidade portuária de Tianjin, no norte da China, deixaram 173 mortos.

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.