sicnot

Perfil

Mundo

Decapitações em público e gangues de milicianos aterrorizam cidade líbia de Sirte

Decapitações em público e gangues deambulantes de milicianos estão a aterrorizar os residentes na cidade líbia de Sirte, controlada pelo grupo radical Estado Islâmico, sinal da crescente expansão internacional daquela organização.

© Ismail Zetouni / Reuters

Testemunhas relataram cenas de amputações e execuções em praças públicas na cidade natal de Khadafi, situada na costa mediterrânica, onde as mulheres já não podem sair à rua sem a companhia de um homem.

"A situação é trágica. A vida civil desapareceu e as cenas que vemos na televisão na Síria e no Iraque aplicam-se agora às pessoas daqui", disse um dirigente municipal de Sirte à agência noticiosa AFP, sob anonimato.

As 180 mil pessoas que ficaram "são reféns do medo e terror", acrescentou.

Sob crescente pressão na Síria e no Iraque, aquele grupo transformou Sirte num campo de treino para os seus militantes líbios e estrangeiros desde que assumiu o controlo da cidade em junho.

Com um porto e um aeroporto, há receios crescentes de que o grupo possa usar a cidade, situada a 450 quilómetros a leste de Tripoli, como base de lançamento de ataques à Europa.

Lusa