sicnot

Perfil

Mundo

Companhias aéreas do Japão alteram voos após anúncio norte-coreano

As companhias aéreas japonesas ANA e Japan Airlines (JAL) anunciaram hoje mudanças em diversos planos de voo devido à intenção anunciada pela Coreia do Norte de lançar em breve um foguetão, teoricamente para pôr um satélite em órbita.

© Louis Nastro / Reuters

Entre os dias 8 e 25 de fevereiro - janela de tempo dada por Pyongyang -, as duas transportadoras vão desviar os aviões que sobrevoam as águas ao largo das Filipinas, onde podem cair fragmentos.

A alteração vai afetar três voos regulares da ANA - dois que ligam Tóquio a Manila, e um terceiro entre Jacarta e Tóquio - e dois da JAL (de Jacarta para Tóquio e de Tóquio para Manila).

As ligações devem registar atrasos entre cinco e dez minutos, segundo as duas companhias aéreas.

Poucas semanas depois de ter realizado um teste nuclear condenado pela comunidade internacional, a Coreia do Norte advertiu três agências da ONU que pretende lançar, em breve, um foguetão com um satélite a bordo.

O regime comunista assegura que o seu programa espacial tem fins puramente científicos, mas os Estados Unidos e os seus aliados -- Coreia do Sul e Japão -- consideram-no uma cobertura do seu programa de desenvolvimento de mísseis balísticos intercontinentais.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19