sicnot

Perfil

Mundo

Daesh perdeu milhares de combatentes na Síria e no Iraque, revela Casa Branca

O grupo extremista autodenominado Estado Islâmico perdeu, nos últimos meses, dezenas de milhares de combatentes na Síria e no Iraque, segundo dados dos serviços secretos norte-americanos revelados, esta quinta-feira, pela Casa Branca.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Na sua conferência de imprensa diária, o porta-voz da presidência dos Estados Unidos, Josh Earnest, informou que os serviços de inteligência do país estimam que, atualmente, o Daesh tem entre 19.000 e 25.000 combatentes nesses dois países.

O mais recente relatório dos serviços de informação dos Estados Unidos apontava que existiam entre 20.000 e 31.500 efetivos, pelo que se trata de um declínio significativo, de acordo com os cálculos norte-americanos.

"O facto de o número ser menor do que antes é uma indicação de que temos retirado muitos efetivos do campo de batalha e que temos dificultado (ao Daesh) o reabastecimento das suas fileiras por via das forças estrangeiras", indicou Josh Earnest.

O universo de 25.000 efetivos do Daesh no Iraque e na Síria inclui os combatentes estrangeiros.

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.