sicnot

Perfil

Mundo

Daesh perdeu milhares de combatentes na Síria e no Iraque, revela Casa Branca

O grupo extremista autodenominado Estado Islâmico perdeu, nos últimos meses, dezenas de milhares de combatentes na Síria e no Iraque, segundo dados dos serviços secretos norte-americanos revelados, esta quinta-feira, pela Casa Branca.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Na sua conferência de imprensa diária, o porta-voz da presidência dos Estados Unidos, Josh Earnest, informou que os serviços de inteligência do país estimam que, atualmente, o Daesh tem entre 19.000 e 25.000 combatentes nesses dois países.

O mais recente relatório dos serviços de informação dos Estados Unidos apontava que existiam entre 20.000 e 31.500 efetivos, pelo que se trata de um declínio significativo, de acordo com os cálculos norte-americanos.

"O facto de o número ser menor do que antes é uma indicação de que temos retirado muitos efetivos do campo de batalha e que temos dificultado (ao Daesh) o reabastecimento das suas fileiras por via das forças estrangeiras", indicou Josh Earnest.

O universo de 25.000 efetivos do Daesh no Iraque e na Síria inclui os combatentes estrangeiros.

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.