sicnot

Perfil

Mundo

Tempestades e inundações em Moçambique causaram 45 mortos desde outubro

As tempestades e inundações que atingiram partes do norte de Moçambique desde o início da estação das chuvas, em outubro, causaram 45 mortos, segundo o Centro Nacional Operativo de Emergência (CENOE).

© STR New / Reuters

Falando hoje numa conferência de imprensa em Maputo, o diretor do CENOE, Maurício Xerinda, disse que as mortes foram causadas por ventos fortes, quedas de raios e inundações resultantes de chuvas torrenciais.

Desde outubro, o número de pessoas afetadas por inundações é de cerca de 26.000, havendo a registar que 1.202 casas foram destruídas e 3.941 outras ficaram danificadas.

Como até agora não há centros de acolhimento governamentais para as vítimas das enchentes, amigos e parentes estão a dar apoio a quem ficou sem casa.

"Quando as casas são destruídas, as famílias reconstroem-nas", afirmou Maurício Xerinda, assinalando que "a maioria das casas destruídas já foram reconstruídas", dado já terem passado mais de três meses desde os vendavais.

Enquanto as fortes chuvas atingiram as regiões do norte, a seca severa no sul de Moçambique, atribuída ao fenómeno climático "El Nino", causou uma situação de insegurança alimentar que afeta 167.000 pessoas, podendo o número de pessoas em risco de fome aumentar para dois milhões se a seca se prolongar até março.

De acordo com o Ministério da Agricultura, nas províncias do sul perderam-se 256.591 hectares cultivados, o que representa 43% da área total semeada, enquanto nas províncias do centro do país as perdas são de 180.440 hectares, ou seja, 9% da área semeada.

Cerca de 200.000 produtores perderam suas colheitas nestas zonas, esperando-se, porém, boas colheitas de milho, mandioca e arroz no norte do país.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Chamar o médico a casa é um procedimento habitual para muitas famílias, mas chamar um enfermeiro a casa é menos comum. Uma portuguesa criou um sistema inovador no mundo em que pode chamar um enfermeiro a casa através da internet ou de uma aplicação para telemóvel com os mesmos preços em todo o país e sem mensalidades. Só paga o serviço que utilizar. O Contas Poupança foi conhecer os preços e comparar para ver se compensa.

  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.