sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte lança rocket de longo alcance que garante ser um satélite espacial

A Coreia do Norte lançou hoje um foguete ('rocket') de longo alcance que a comunidade internacional considera ser, na realidade, um teste de mísseis balísticos encoberto, anunciou o Ministério da Defesa sul-coreano.

A Coreia do Norte lançou hoje um foguete de longo alcance

A Coreia do Norte lançou hoje um foguete de longo alcance

© KCNA KCNA / Reuters

O lançamento ocorreu por volta das 09:00 locais (00:00 em Lisboa) e foi feito a partir da base de Sohae, também conhecida como Dongchang-ri, no extremo noroeste do país, segundo a mesma fonte.

A Coreia do Norte assegura que o lançamento que fez hoje de um foguete ('rocket') de longo alcance foi bem sucedido e que colocou em órbitra um satélite espacial de observação terrestre.

O anúncio do regime de Pyongyang foi feito através da televisão estatal norte-coreana e, segundo a mensagem que foi lida por uma apresentadora, o "satélite de observação da terra Kwangmyong 4" está em órbitra.

Fontes dos Governos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos da América confirmaram o êxito desta operação da Coreia do Norte, que é considerada pela comunidade internacional como um teste encoberto de mísseis balísticos.

No comunicado lido na televisão, a Coreia do Norte reclama o seu "direito legítimo" de "usar o espaço com fins pacíficos e independentes" e promete "lançar mais satélites no futuro", no seguimento da política de "dar prioridade à ciência e à tecnologia".

A televisão divulgou também imagens do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, a celebrar o êxito da operação ao lado de funcionários que estiveram na sala de comando.

A Coreia do Norte lançou hoje um foguete ('rocket') de longo alcance, às 09:00 locais (00:30 em Lisboa).

Peritos da Coreia do Sul estimam que o 'rocket' possa ter um alcance de mais de 10 mil quilómetros, uma distância superior à que separa a península coreana do território continental dos Estados Unidos da América.

Pyongyang realizou um teste nuclear a 06 de janeiro e havia anunciado na semana passada o lançamento, este mês, de um foguetão transportando um satélite, que a maioria da comunidade internacional vê como uma dissimulação para um teste de mísseis balísticos que viola resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai reunir-se de urgência hoje em Nova Iorque por causa do lançamento deste 'rocket', noticiou a agência AFP, citando fontes diplomáticas.

A reunião foi pedida pelos Estados Unidos e pelo Japão, membros do Conselho de Segurança, e pela Coreia do Sul.

Numa carta conjunta enviada à Presidência do Conselho de Segurança, citada pela AFP, EUA e Japão sublinham que "o lançamento hoje de um alegado 'satélite' pela Coreia do Norte viola resoluções da ONU" que proíbem Pyongyang de qualquer atividade balística ou nuclear.

A presidente sul-coreana, Park Geun-Hye, por seu turno, afirmou que "o Conselho de Segurança das Nações Unidas devia tomar rapidamente medidas punitivas fortes" contra a Coreia do Norte.

No sábado, o Presidente norte-americano, Barack Obama, e o seu homólogo chinês, Xi Jinping, concordaram responder às "provocações da Coreia do Norte" com uma resolução do Conselho de Segurança da ONU "com impacto".

"Os líderes salientaram a importância de uma resposta internacional forte e unida às provocações da Coreia do Norte, incluindo por meio de uma resolução do Conselho de Segurança da ONU com impacto", precisou a Presidência norte-americana.

  • Mundo já reagiu ao lançamento do rocket da Coreia do Norte

    Mundo

    A comunidade internacional condena o lançamento do rocket e admite que se trata de mais um teste com armamento. Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão e Reino Unido já vieram dizer que se trata de um ato inaceitável que viola as resoluções das Nações Unidas. O Conselho de Segurança da ONU marcou uma reunião de urgência, ainda para o dia de hoje, para discutir esta questão. O lançamento deste foguetão acontece um mês depois de a Coreia do Norte ter feito um teste nuclear, a 6 de janeiro deste ano.

  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Cada vez mais pessoas viajam no Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.

  • As crianças que estão a morrer à fome em África

    Mundo

    A UNICEF alertou esta terça-feira que a má nutrição aguda que afeta a Nigéria, Somália, Sudão do Sul e Iémen coloca este ano em "iminente" risco de morte 1,4 milhões de crianças devido à fome que existe naqueles países. São milhares de casos de um incessante desespero numa luta diária pela sobrevivência.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus pais e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Carro "desgovernado" entra em loja e atropela cliente

    Mundo

    O cliente de um mini-mercado no condado de Bronx, em Nova Iorque, sobreviveu de forma incrível ao impacto de um automóvel que entrou loja adentro. Apesar da violência das imagens, o homem sobreviveu e conseguiu mesmo sair da loja pelo próprio pé até ser transportado para o hospital.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.