sicnot

Perfil

Mundo

40 mil abelhas dão "voz" a álbum lançado esta semana

Vai estar à venda o "Be One", esta semana, um álbum que conta com a participação de 40.000 abelhas e uma dúzia de humanos. Oiça aqui um trecho.

A Colmeia, pavilhão britânico na Expo Milão 2015

A Colmeia, pavilhão britânico na Expo Milão 2015

© Alessandro Garofalo / Reuters

A Colmeia, pavilhão britânico na Expo Milão 2015

A Colmeia, pavilhão britânico na Expo Milão 2015

© Alessandro Garofalo / Reuters

A Colmeia, pavilhão britânico na Expo Milão 2015

A Colmeia, pavilhão britânico na Expo Milão 2015

© Alessandro Garofalo / Reuters

O projeto deu os primeiros passos o ano passado.

Wolfgang Buttress criou, para o pavilhão britânico, da Expo Milão 2015, uma colmeia gigante que permitia uma experiência sensorial única.

Os visitantes acompanhavam a dança de uma abelha, percorrendo paisagens diferentes. Começavam no pomar, passavam por um prado de flores silvestres até o elemento central: a Colmeia, uma escultura de 14 metros que utiliza luz e som para simular a atividade de uma colmeia real.

O som foi trabalhado e deu origem ao álbum, "Be One".

Kev Bales e Tony Foster, combinaram os sons das abelhas, com música produzida pelos Spiritualized, cujos membros são Jason Pierce, John Coxon e Amiina ( um grupo islandês que já gravou e acompanhou o grupo Sigur Rós), os Youth, a violoncelista Deirdre Bencsik e a vocalista Camille Buttress.

O álbum tem 12 músicas que serão apresentadas no Teatro de Nottingham, em Inglaterra, ao vivo, dias 18 e 19 de fevereiro, com todos os membros do grupo, exceto as abelhas.

​Oiça aqui.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC