sicnot

Perfil

Mundo

Cessar-fogo na Síria começará dentro de uma semana

Os principais atores do conflito sírio chegaram a acordo, na noite de quinta para sexta-feira, para uma "cessação as hostilidades" na Síria, dentro de uma semana, e um acesso intensificado dos civis à ajuda humanitária.

Cidade de Aleppo, Síria

Cidade de Aleppo, Síria

© Abdalrhman Ismail / Reuters

"Acordámos uma cessação das hostilidades em todo o país no prazo de uma semana", disse o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, durante uma conferência de imprensa, depois de uma reunião que durou mais de cinco horas, em Munique.

O acesso à ajuda humanitária vai ser alargado a uma série de cidades.

Os EUA e a Federação Russa vão controlar as "modalidades" de concretização desta cessação das hostilidades, acrescentou o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov.

Esta paragem das hostilidades envolve todos os grupos beligerantes, exceto "os grupos terroristas Daesh (acrónimo árabe para designar o grupo que se intitula como Estado Islâmico) e Al-Nosra (Al-Qaida)", especificou Kerry.

"Também decidimos acelerar e alargar o fornecimento de ajuda humanitária desde agora" a uma série de cidades cercadas, acrescentou o norte-americano, mencionando, entre outras, Deir Ezzor, no leste sírio, onde as forças lealistas estão cercadas pelo Daesh.

Um grupo de trabalho dirigido pela Organização da Nações Unidas vai reunir-se hoje em Genebra, para realizar a vertente humanitária, do que prestará contas semanalmente, precisou.

As negociações inter-sírias, suspensas no início de fevereiro, devido a uma ofensiva do regime, apoiado pela aviação russa, contra os rebeldes, devem entretanto "recomeçar assim que possível", acrescentou Kerry.

Estas negociações devem realizar-se "sem ultimatos nem pré-condições", sublinhou Lavrov.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.