sicnot

Perfil

Mundo

Governo português considera cessar-fogo na Síria indispensável para atingir solução política

O ministro dos Negócios Estrangeiros português considerou esta sexta-feira que o acordo para um cessar-fogo na Síria "é uma boa notícia que deve ser encarada com cuidado", destacando que esta é uma condição indispensável para atingir uma "solução política".

© Alaa Faqir / Reuters

"É uma boa notícia, que deve ser encarada com cuidado, com realismo", afirmou o chefe da diplomacia portuguesa, Augusto Santos Silva, em declarações à Lusa por telefone a partir de Rabat, no final de uma visita oficial de dois dias a Marrocos.

Para o Governo português, o acordo para um cessar-fogo anunciado pelos principais atores do conflito sírio, anunciado na noite passada, "é uma iniciativa politicamente muito importante".

"A solução para a crise síria é estritamente política, mas para que essa solução política seja possível, um cessar-fogo imediato é absolutamente indispensável", considerou o ministro dos Negócios Estrangeiros.

Além da "cessação das hostilidades", que deverá ocorrer dentro de uma semana, o acordo estabelece um acesso intensificado dos civis à ajuda humanitária, que será alargada a várias cidades, anunciou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

A porta-voz para os Negócios Estrangeiros da Comissão Europeia, Maja Kocijancic, afirmou hoje esperar que o compromisso de cessar-fogo na Síria "seja implementado" e lembrou que o assunto estará na agenda da reunião de ministros de segunda-feira.

A guerra na Síria dura há cinco anos e já matou mais de 260 mil pessoas e obrigou milhões a deixarem as suas casas.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.