sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 11 mil vítimas civis na guerra do Afeganistão em 2015

Mais de 3.500 civis morreram na guerra no Afeganistão e outros 7.400 ficaram feridos em 2015, ano mais sangrento desde que as Nações Unidas começaram em 2009 a contabilizar os afegãos mortos e feridos no conflito.

JALIL REZAYEE

De acordo com um relatório anual divulgado hoje pela Organização das Nações Unidas (ONU), a guerra provocou no Afeganistão 11.002 vítimas civis no ano passado, entre mortos e feridos, representando um aumento de quatro por cento relativamente ao relatório do ano anterior.

Das mais de 11 mil vítimas civis (das quais 3.545 morreram) o documento indica que uma em cada quatro são crianças.

O relatório, citado pela agência France Presse, refere que o número de crianças afetadas aumentou 14% face a 2014, tendo crescido igualmente o número de mulheres feridas ou mortas.

"O mal infligido aos civis é totalmente inaceitável", comentou o representante especial da ONU no Afeganistão, Nicolas Haysom.

Combates e atentados em zonas povoadas são descritos pelas Nações Unidas como a principal causa das mortes de civis em 2015. O relatório aponta nomeadamente as incursões de talibãs nos centros urbanos.

Lusa

  • Trabalharia horas extra sem ser pago? E feriados?  
    1:25
  • Visita de Estado ao Luxemburgo
    1:34

    País

    O Presidente da República chega esta noite ao Luxemburgo para uma visita de Estado de dois dias. O contacto com a comunidade portuguesa, que é a maior comunidade no país, vai ser um dos pontos fortes da visita.

    Enviados SIC

  • UE dá "luz verde" para início das negociações do Brexit

    Brexit

    Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram esta segunda-feira a autorização para o início das negociações do Brexit, indicando formalmente o final de junho para início do processo de saída do Reino Unido, que se prolongará por dois anos.