sicnot

Perfil

Mundo

Apple rejeita ordem judicial para desbloquear iPhone

A Apple rejeitou a ordem de uma juíza para desbloquear o iPhone do autor de um tiroteio na Califórnia.

reuters

"O Governo dos Estados Unidos exigiu que a Apple tome uma medida sem precedentes que ameaça a segurança dos nossos clientes", afirma em comunicado o presidente executivo da Apple.

A magistrada Sheri Pym ordenou que a Apple providencie ao FBI "assistência técnica razoável" para que aceda ao telemóvel, o que, na prática, significa "pirateá-lo" para desativar o sistema de segurança que elimina os dados do aparelho se não for introduzido o código correto após várias tentativas.

Nós opomo-nos a esta ordem, que tem implicações bem mais além do caso legal", sustenta Tim Cook.

Desde dezembro de 2014, os dados dos aparelhos da Apple - como mensagens de texto e fotografias - são encriptados por defeito. Se o aparelho estiver bloqueado, só com a password do seu utilizador se conseguirá aceder ao mesmo.

Em dezembro do ano passado, 14 pessoas morreram e 21 outras ficaram feridas, quando Syed Farook e a mulher, Tashfeen Malik, presumíveis seguidores do grupo extremista Estado Islâmico (EI), atacaram o Centro Regional Inland, em San Bernardino. na Califórnia.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28