sicnot

Perfil

Mundo

Golfinho morre depois de passar de mão em mão para banhistas tirarem fotografia

Um golfinho-do-rio-da-prata morreu numa praia da Argentina depois de ter passado de mão em mão para que os banhistas tirassem uma fotografia com o pequeno mamífero.

Facebook/Hernan Coria

Imagens publicadas em redes sociais mostram um golfinho no meio de uma multidão na praia de Santa Teresita, na Argentina.

Segundo o que conseguiu apurar a Fundação para a Vida Selvagem argentina, dois golfinhos-do-rio-da-prata (Pontoporia blainvillei, também conhecido como boto-amarelo, boto-cachimbo, franciscana ou toninha) deram à costa e pelo menos um morreu.

A fundação alerta que "estes golfinhos devem ser devolvidos ao mar" porque não sobrevivem fora de água.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • Estabilização dos solos nas áreas ardidas
    1:58

    País

    Está a começar uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas nos incêndios florestais. O trabalho das equipas que estão no terreno arrancou na zona da Lousã mas vai passar por vários concelhos como Pampilhosa da Serra e Vila Real.