sicnot

Perfil

Mundo

Índia quer lançar 60 missões espaciais nos próximos cinco anos

A Índia planeia lançar pelo menos 12 missões espaciais anualmente ao longo dos próximos cinco anos, segundo revelou fonte da agência espacial indiana.

Índia planeia lançar 60 missões espaciais em cinco anos

Índia planeia lançar 60 missões espaciais em cinco anos

© NASA NASA / Reuters

"Já lançámos 55 missões durante os últimos cinco anos e agora estamos a pensar em 12 lançamentos por ano para os próximos cinco", disse Y.V.N. Krishna Murthy, secretário da Organização da Investigação Espacial da Índia (ISRO), aos jornalistas, na quarta-feira, citado hoje pela agência oficial chinesa Xinhua.

"Este ano já lançámos duas missões e duas outras vão ser lançadas no próximo mês, e o orçamento da agência espacial será na ordem dos 1,1 mil milhões de dólares norte-americanos em 2016", realçou.

Lusa

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".