sicnot

Perfil

Mundo

Os atentados mais mortíferos dos últimos 25 anos na Turquia

Nos últimos 25 anos, a Turquia foi atingida por uma série de atentados, tendo o mais mortífero acontecido em Ancara a 10 de outubro de 2015.

Hoje, pelo menos 28 pessoas morreram e 61 ficaram feridas no centro da capital turca na sequência de um atentado com um carro armadilhado contra uma coluna militar.

14 de janeiro de 2016 - seis pessoas (um polícia e cinco civis) morreram e 39 ficaram feridas, num atentado com uma viatura armadilhada contra uma esquadra, em Cinar. O Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) reivindicou o ataque e pediu desculpa pela morte dos civis.

12 de janeiro de 2016 - um atentado suicida em Sultanahmet, no centro histórico de Istambul, provocou 11 mortos, entre estes turistas alemães, e 16 feridos. O ataque, atribuído ao grupo terrorista Estado Islâmico, ocorreu no antigo hipódromo junto à basílica de Santa Sofia e à Mesquita Azul, os dois monumentos mais visitados da cidade.

10 de outubro de 2015 - Uma dupla explosão em frente à principal estação de comboios de Ancara faz pelo menos 86 mortos e perto de 200 feridos. Para o local estava agendada uma marcha a favor da paz, na qual eram esperadas milhares de pessoas. Esta ação acontece três semanas antes das eleições legislativas turcas. O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan (islâmico-conservador), condena este «ataque hediondo».

20 de julho de 2015 - Um atentado em Suruç, perto da fronteira com a Síria, faz 33 mortos e centenas de feridos, incluindo jovens militantes da causa curda. O ataque é atribuído pelas autoridades ao autoproclamado Estado Islâmico, mas acaba por desencadear uma retaliação por parte da guerrilha curda contra as forças de segurança turcas, acusadas de não conseguir proteger a população local.

11 de maio de 2013 - Um duplo atentado provocou 52 mortos em Reyhanli, uma aldeia no Sul da Turquia perto da fronteira com a Síria.

11 de fevereiro de 2013 - Um atentado no posto fronteiriço de Civelgözü provocou 17 mortos.

27 de julho de 2008 - Dois atentados bombistas fazem 17 vítimas mortais e 115 feridos em Istambul. As autoridades turcas responsabilizam o PKK.

12 de setembro de 2006 - O rebentamento prematuro de uma bomba perto de uma paragem de autocarro em Diyarbakir (sudeste), mata 10 pessoas, incluindo sete crianças. Os rebeldes curdos negam qualquer envolvimento.

15 e 20 de novembro de 2003 - Quatro atentados suicidas com carros armadilhados são perpetrados em Istambul. Duas sinagogas, o consulado britânico e o banco britânico HSBC são os alvos da ação terrorista que faz 63 mortos, incluindo o cônsul-geral britânico, e centenas de feridos. Os ataques são reivindicados por uma célula turca da Al-Qaida.

13 de março de 1999 - Um ataque contra um centro comercial em Istambul mata 12 pessoas. O PKK reivindica inicialmente a autoria do atentado, mas recua depois.

25 de dezembro de 1991 - Explosivos e cocktails molotov são lançados contra uma grande loja de comércio localizada no lado europeu de Istambul. O ataque faz 17 mortos e 23 feridos. A operação é atribuída ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), organização armada que luta desde 1984 pela criação de um Estado autónomo no sudeste da Turquia (zona maioritariamente curda).

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31