sicnot

Perfil

Mundo

Semanário francês Charlie Hebdo lança prémio literário para jovens

O jornal Charlie Hebdo lançou um prémio literário que vai recompensar textos inéditos cómicos escritos por alunos sobre um tema dado, anunciou hoje o semanário satírico.

© Christinne Muschi / Reuters

Este "prémio literário Charlie Hebdo", aberto a todos os francófonos com idades entre 12 e 22 anos, independentemente do país de residência, vai ter como tema este ano "E se substituíssemos o 'bac' por...".

O 'baccalauréat', coloquialmente conhecido como 'bac', é o exame feito no final do secundário de acesso ao ensino superior.

"Em janeiro e fevereiro de 2015", após o ataque homicida contra o Charlie, o jornal "recebeu muitos desenhos de jovens, na maioria espontâneos, com um tom muito livre. Este prémio é uma forma de continuar o diálogo entre esta geração e o Charlie, um jornal que muitos descobriram no momento dos atentados", explicou o diretor do semanário, o cartunista Risse, em entrevista ao diário Le Parisien.

"O Charlie é um jornal que ousa. Temos vontade de transmitir este gosto, de ajudar os jovens a desprender-se, numa idade em que tudo é ainda possível", acrescentou.

A redação do Charlie Hebdo disse esperar "sobretudo textos surpreendentes", e esclareceu que "todas as formas de humor são bem-vindas", do humor negro ao absurdo.

Os participantes podem enviar os textos a partir de quarta-feira e até 20 abril para o 'site' do prémio Charlie (www.leprixcharlie.fr) para serem submetidos a um júri composto por colaboradores, cartunistas e jornalistas do Charlie Hebdo, incluindo Riss e a cartunista Coco.

O público vai escolher os vencedores entre dez finalistas, numa votação que vai decorrer entre 12 e 26 de maio. Os nomes dos três laureados, que vão receber uma bolsa de mil euros, serão anunciados a 01 de junho no Charlie Hebdo.

Doze pessoas, entre cartunistas e redatores do jornal, foram mortas a 07 de janeiro do ano passado por dois 'jihadistas' franceses que afirmaram "querer vingar" o profeta Maomé, cujas caricaturas foram publicadas pelo Charlie Hebdo.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51