sicnot

Perfil

Mundo

Espanha e Marrocos detêm quatro jihadistas suspeitos de recrutar para Daesh

Quatro pessoas foram hoje detidas numa operação policial contra o terrorismo jihadista realizada pelas autoridades espanholas e marroquinas, três delas em Ceuta (Espanha) e a quarta em Nador (Marrocos).

Reuters Arquivo

Reuters Arquivo

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com o Ministério do Interior espanhol (Administração Interna), as detenções permitiram a "neutralização de uma célula de captação, doutrinamento e radicalização".

Os três detidos em Ceuta (território espanhol no Norte de África) são de nacionalidade espanhola enquanto o detido em Nador é marroquino. Todos eles se dedicavam a recrutar e enviar combatentes para a organização terrorista Daesh (auto-denominado Estado Islâmico) tanto na Síria como no Iraque.

Segundo as autoridades, também recrutavam elementos dispostos a organizar atentados em Espanha ou em Marrocos.

Com estas três detenções em Ceuta são já nove os detidos em Espanha este ano por alegado vínculo ao terrorismo jihadista.

A 07 de fevereiro, seis pessoas foram detidas nas províncias de Alicante, Valência e Ceuta, alegados membros de uma célula que enviava armas, material militar e dinheiro a organizações terroristas no Iraque e na Síria, como o Jahbat al Nusra e o Estado Islâmico. Faziam-no dissimulando o material em remessas de ajuda humanitária.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.