sicnot

Perfil

Mundo

Turquia "pouco otimista" sobre cessar-fogo na Síria

A Turquia admitiu hoje estar pouco otimista sobre a aplicação de um cessar-fogo na Síria anunciado pelos Estados Unidos e Rússia e ameaçou prosseguir os bombardeamentos contra os combatentes curdos sírios.

A Turquia acusa as forças curdas sírias de colaborarem com a Rússia no conflito da Síria e ameaça prosseguir com os bombardeamentos.

A Turquia acusa as forças curdas sírias de colaborarem com a Rússia no conflito da Síria e ameaça prosseguir com os bombardeamentos.

© Sertac Kayar / Reuters

"Saúdo esta trégua mas não estou muito otimista que possa ser respeitada por todas as partes", referiu em Ancara o vice-primeiro-ministro Numan Kurtulmus.

O mesmo responsável avisou ainda que a Turquia iria prosseguir os bombardeamentos sobre as posições da milícia curda síria Unidades de Proteção do Povo (YPG, o braço armado do Partido da União Democrática [PYD], principal formação política dos curdos da Síria), como sucedeu durante vários dias na passada semana.

Kurtulmus disse ainda que a Turquia continuará "se necessário" a responder a eventuais bombardeamentos provenientes de território sírio na região da fronteira comum e mesmo após a entrada em vigor da trégua, anunciada para sábado.

"A Turquia defenderá a sua integridade territorial. Isso é claro", acrescentou.

A Turquia tem manifestado profunda inquietação pelos avanços das forças do YPG, receando que pretendam a formação de uma região autónima curda junto às suas fronteiras.

Ancara considera o YPG e o PYD como o "ramo sírio" do ilegalizado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que desde 1984 promove uma rebelião pela autonomia nas regiões do sudeste da Turquia com maioria de população curda.

Acusa ainda as forças curdas sírias de colaborarem com a Rússia no conflito da Síria, e quando Moscovo se continua a opor ao afastamento do Presidente Bashar al-Assad, o principal objetivo estratégico de Ancara.

Kurtulmus disse manter "reservas" sobre a viabilidade do cessar-fogo e receia que a Rússia prossiga os seus bombardeamentos aéreos na Síria.

"Esperamos que ninguém tente efetuar ataques aéreos e que ninguém provoque mortes civis durante o cessar-fogo", disse, acrescentando desejar que "todos os grupos na Síria, incluindo a oposição moderada, participem na reconstrução do país no final das negociações".

O acordo de cessar-fogo foi anunciado segunda-feira por Moscovo e Washington, mas não se aplica ao grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) nem à Frente al-Nursa, filiada na Al-Qaida.

A Turquia, que acolhe no seu território 2,7 milhões de refugiados, tem apoiado as forças rebeldes sírias que tentam derrubar Assad e rejeitado repetidamente as acusações sobre o envio de armamento através da sua fronteira para os combatentes islamitas.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Ricardo Salgado constituído arguido e interrogado no DCIAP
    2:46

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES está a ser ouvido no DCIAP, a responder às questões do procurador Rosário Teixeira e do inspetor da Autoridade Tributária Paulo Silva. Têm sido levantadas dúvidas quanto ao dinheiro em contas de Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates, e suspeita-se que grande parte desses 20 milhões de euros tenham vindo de sociedades com ligação ao grupo Espírito Santo.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".