sicnot

Perfil

Mundo

WikiLeaks revela espionagem dos EUA a Netanyahu, Berlusconi e Ban Ki-moon

O portal WikiLeaks publicou novos documentos, na segunda-feira, que revelam espionagem por parte da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) a líderes mundiais, incluindo o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

No seu portal na Internet, a organização fundada por Julian Assange revelou que a NSA realizou escutas secretas num encontro entre Ban Ki-moon e a chanceler alemã, Angela Merkel, que já se sabia que tinha sido seguida pelos serviços de inteligência dos EUA noutras ocasiões.

A WikiLeaks também informou que uma conversa entre o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, e o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi foi alvo de espionagem norte-americana, tal como sucedeu com um encontro entre altos responsáveis de comércio da União Europeia e do Japão, e uma reunião privada entre Berlusconi, Merkel e o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy.

Segundo os documentos obtidos pela WikiLeaks, Merkel e Ban conversam sobre como lutar contra as alterações climáticas, Netanyahu pede a Berlusconi ajuda para lidar com a Administração dos EUA, encabeçada pelo Presidente Barack Obama, e Sarkozy alerta o ex-primeiro-ministro italiano sobre os perigos do sistema bancário do seu país.

"Será interessante ver a reação da ONU porque se o secretário-geral pode ser alvo [de espionagem dos Estados Unidos] sem qualquer consequência, então qualquer um, desde um líder mundial a um varredor, está em risco", disse Julian Assange.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50