sicnot

Perfil

Mundo

WikiLeaks revela espionagem dos EUA a Netanyahu, Berlusconi e Ban Ki-moon

O portal WikiLeaks publicou novos documentos, na segunda-feira, que revelam espionagem por parte da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) a líderes mundiais, incluindo o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

No seu portal na Internet, a organização fundada por Julian Assange revelou que a NSA realizou escutas secretas num encontro entre Ban Ki-moon e a chanceler alemã, Angela Merkel, que já se sabia que tinha sido seguida pelos serviços de inteligência dos EUA noutras ocasiões.

A WikiLeaks também informou que uma conversa entre o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, e o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi foi alvo de espionagem norte-americana, tal como sucedeu com um encontro entre altos responsáveis de comércio da União Europeia e do Japão, e uma reunião privada entre Berlusconi, Merkel e o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy.

Segundo os documentos obtidos pela WikiLeaks, Merkel e Ban conversam sobre como lutar contra as alterações climáticas, Netanyahu pede a Berlusconi ajuda para lidar com a Administração dos EUA, encabeçada pelo Presidente Barack Obama, e Sarkozy alerta o ex-primeiro-ministro italiano sobre os perigos do sistema bancário do seu país.

"Será interessante ver a reação da ONU porque se o secretário-geral pode ser alvo [de espionagem dos Estados Unidos] sem qualquer consequência, então qualquer um, desde um líder mundial a um varredor, está em risco", disse Julian Assange.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.